quarta-feira, 27 de maio de 2015

[Resenha] A lista Negra - Jennifer Brown

Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama?
 O Namorado de Valerie Leftman, Nick, abriu fogo na escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mais é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A Lista que ele usou para escolher seus alvos.
 Agora, depois de passar o verão reclusa, se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escolar para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seus papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.

PS: calma que nada do que resenhei aqui é spoiler, são coisas que vocês iram ver logo na primeira pagina.

Confesso que fiquei horas pensando em uma boa resenha para esse livro, é difícil falar sobre A lista negra, sabe quando você gosta tanto de uma coisa e não sabe como vai passar para as pessoas? ou nada que você escreva vai realmente expressar tudo aquilo que sentiu, então, esse livro, posso dizer, que foi um dos melhores que já li, pois nele não tem nada de fantasia, ou superação, muito pelo contrario, Jennifer Brown, trouxe uma realidade bem próxima de todos neste livro...

Bullying, uma palavra que se tornou tão comum ultimamente, tão frequente, principalmente nas escolas, aquele ano do ensino médio que nunca é do jeito que você imaginou, uma palavra que pode ser besta, mais só quem já passou ou passa por isso sabe a mudança que isso pode fazer em sua vida.

Valerie Leftman (Val) e NickLevil sabem muito bem o que é isso, rotulados como esquisitos, Val como irmã da morte e varias outras coisas, apenas porque era diferente daquilo que os outros achavam ser normal, ela via em Nick seu refugio, nunca imaginou que acharia alguém que a entendesse tanto e que tivesse tantos gostos em comum com ela, mais não fique ai pensando que é um livro de romance, porque esta longe disso.
 Val para se distrair e desabafar criou um caderno onde colocava o nome de todas as pessoas em que não gostava, entre eles Jessica Campbell, porém Nick levou o caderno a serio demais, juntos colocaram o nome de A Lista negra. Nick vivia falando de morte com Val, recitava algumas frases de Shakespeare que falava sobre a morte, e ela sempre concordava, não levava a serio as coisas que Nick falava, para ela, a Lista era uma brincadeira, um modo de desabafar tudo o que passava naquela escola.
 Até que um dia, depois de Val ter passado por uma situação com uma das meninas que implicava com elas, Christy Bruter, Val  fica super nervosa e Nick fala que ira resolver todos seus problemas...

“E foi assim que começou a famosa Lista Negra: como uma piada. Uma forma de descarregar a frustração. No entanto, ela acabou se transformando em algo que eu nem imaginava”

E então Nick, faz uma chacina na escola, ele mata varias pessoas, aquelas que estavam na lista de Val e por acidente acaba matando outras pessoas, da qual não tinha a intenção, foi tudo muito rápido, e em uma tentativa de fazer Nick parar Val entra na frente de Nick quando ele iria atirar em Jessica, aquela que mais faz Bullying deles, e com isso Val acaba sendo ferida, Nick ao ver isso se mata e é ai que a vida de Val desmorona mais ainda.

"E eu passava cerca de uma hora, meu quarto ficando escuro, pensando em que diabos tinha acontecido para me tornar tão incerta sobre até mesmo quem eu era. Por que "quem você é" deve ser a pergunta mais fácil de ser respondida, certo?" 
Val, se vê perdida, em um hospital se recuperando das feridas do tiro, se vê sem o Nick aquele que ela tanto amava, quando sai do hospital é obrigada a frequentar um psicólogo Dr, Hieler, que acaba se tornando a unica pessoal com quem ela conversa, a unica que a entende e acredita nela.
 Val, tem que enfrentar novamente a escola, ver todas aquelas pessoas, se conformar com a morte de Nick, e com todas pessoas a olhando torto, a culpando por ter participado da tragedia, pra mim essa é a pior parte no bom sentido do livro, não tem como não chorar e se imaginar ali no lugar de Val, com seus próprios amigos a olhando torto e a deixando sozinha porque a acham culpada. Mais será que Val tem participação nisso tudo?


Esse livro é incrível, um livro que todos deveriam ler,é a realidade, e uma realidade dura sem final felizes, ele é contado por Val no antes e depois da tragédia, e alguns trechos do jornal falando sobre o acontecimento, você se vê lá com a Val, você chora ao ver ela lembrando de Nick, e o que mais gostei que a autora não fez Val ter raiva dele, e sim lembrar que ele não era aquele cara que atirou em varias pessoas, e sim um Nick romântico que lia Shakespeare, é triste ver Val voltando a escola e ter que lidar com tudo aquilo, mais triste ainda é os seus pais, que não a apoiam, que não a ajudam a passar por isso, e sim, eles acreditam que ela teve culpa nisso tudo. Eu amei Val desde o começo, ele é uma garota cativante, apesar de tudo que já passou .O final é maravilhoso, diferente de todos os final de livros que já li.

"Eu tinha mudado a mamãe. Mudado seu papel de mãe. Seu propósito não era mais tão fácil e claro como tinha sido no dia em que nasci. Seu papel não era mais me proteger do resto do mundo. Agora, seu papel era proteger o resto do mundo de mim., e isso era injusto demais."

Se deixar, eu fico aqui horas escrevendo um texto sobre esse livro, e ainda não conseguirei falar o quão bom ele é, eu super indico ele para todo mundo, você entra na historia logo de começo é tudo muito intenso, principalmente o relacionamento com seus pais, bom como disse poderia ficar aqui falando sobre todo o livro, mais vocês só vão sentir isso que eu estou sentindo por ele quando pegar para ler, não iram se arrepender.

Quotes:
" O tempo nunca acaba [...]. Como sempre há tempo para a dor, também sempre há tempo para a cura."

 "Um é meu número favorito -sorriu Bea - Em inglês, a palavra "um" tem o mesmo som do passado de "vencer" e podemos todos dizer no final do dia que vencemos de novo, não podemos? Em alguns dias, chegar ao fim do dia é uma grande vitória".

Ficamos em silêncio por um minuto. Não sei o que o Nick estava pensando. Na hora, achei que o silêncio dele era algum tipo de acordo sem palavras comigo, como se estivéssemos falando ao mesmo tempo por meio de ondas mentais. Mas, hoje, sei que era apenas uma daquelas "inferências" sobre as quais o doutor Hietler sempre falava. As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida." 

 Bom é isso pessoal,  tenho certeza que não consegui expressar tudo o que queria, mais espero que vocês leiam e goste assim como eu. Deixe aqui no comentário o que achou, se já leu ou se ficou com vontade.

Beeijos e até a próxima 

6 comentários:

  1. Olá,
    Adoro a capa desse livro. *-*
    Já vi resenhas bem positivas dele. Estou querendo comprar, mas sempre passo outros livros na frente.
    Gostei da sua resenha.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é demais mesmo.
      Leia ele, tenho certeza que não vai se arrepender, é livro incrível. *--
      Beeijos

      Excluir
  2. UOL, que resenha! To MORRENDO de vontade de ler, acho que vou até procurar bjos atravesdosespelhos.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz que gostou *---*
      Leia ele sim, tenho certeza que não ira se arrepender ♥
      Beijoos

      Excluir
  3. Já tinha escutado falar desse livro e agora estou desejando ler, após essa sua resenha!
    Adorei a postagem e seu blog, lindo, lindo!
    Beijos da Lô.
    http://literaturaexuberante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, você vai gostar ele é maravilhoso.
      E fico muito feliz que tenha gostado <3
      Beijão

      Excluir